terça-feira, 31 de março de 2015

Data oficial da Parada Gay em São Paulo 2015

data-parada-gay


A "parada gay" é organizada pela Ong APOGLBT, que significa Associação da Parada do Orgulho de Gays, Lésbicas, Bissexuais e Transgêneros. É verdade, antigamente, a sigla utilizada (quando a Ong foi constituída) era GLBT, porém, de uns anos para cá, a sigla mudou para LGBT: o L veio primeiro. O motivo da mudança? As mulheres, e ai entram as lésbicas, por conta do machismo, sempre foram discriminadas na história da humanidade. Deixadas de escanteio. Por isso, no mundo inteiro, colocaram o L primeiro, para enfatizá-las (hoje em dia o termo LGBT é conhecido mundialmente). Outros grupos estudam a possibilidade de incluir o T primeiro, pois em termos de discriminação, as(os) T são mais discriminados do que as L. Porém, não vamos entrar nesta questão agora.


O que todos querem saber é quando será a parada gay de São Paulo. Correto? Então vamos lá. A data oficial da Parada Gay em São Paulo será no dia 07 de Junho de 2015, às 10h, com concentração no vão livre do MASP (Avenida Paulista). E no dia 04 de Junho de 2015, dois dias antes, acontece a tradicional Feira LGBT, onde existem barracas de livros, roupas, comidas e vários atrativos para LGBT´s e simpatizantes.


Caso você queira confirmar sua presença no Facebook, segue os links oficiais:


Parada do Orgulho LGBT de São Paulo:
Prêmio Cidadania em Respeito à Diversidade:
Palestras Gratuitas sobre a Diversidade Sexual:





Gostou?

Então curta nossa página no Facebook, siga-nos no Twitter e, principalmente, receba notícias por e-mail.


 

Fernanda Montenegro ainda se incomoda com a homofobia.

[caption id="attachment_151" align="aligncenter" width="495"]Foto Divulgação Foto Divulgação[/caption]

Fernanda Montenegro, que interpreta Teresa na novela Babilônia, da Rede Globo, disse à revista Contigo! desta semana que ainda está espantada com as críticas a respeito do beijo gay na televisão brasileira.




"Não posso acreditar que ainda se espantem com a homossexualidade. Não acredito que, depois de tantas novelas com essa temática, ainda tenha esse escândalo".



A atriz, que tem uma carreira premiada, deixou claro que a orientação sexual de seus personagens não deveriam ser importantes. Para ela, é só demonstração de que existem várias formas de amor no mundo.


Em outras matérias, Fernanda já deixou claro que não entende o boicote de grupos evangélicos sobre o beijo gay. Diversos grupos que apoiam a novela, depois do início deste boicote, começaram a divulgar no Twitter a hashtag #BabilôniaEuApoio. Faça também sua parte.


As pessoas precisam parar de se preocupar com a vida dos outros e começar a se preocupar mais com a vida delas mesmas. Já não basta o Brasil entrar em uma crise de corrupções, desempregos, aumento da criminalidade ou mais gente passando forme? Chega né povo? Vamos ser mais tolerantes!





Gostou?

Então curta nossa página no Facebook, siga-nos no Twitter e, principalmente, receba notícias por e-mail.


 

segunda-feira, 30 de março de 2015

Gabriela Moreira dá bronca ao vivo em torcedor homofóbico

[caption id="attachment_129" align="aligncenter" width="522"]torcedor-homofobico-do-palmeiras Foto Reprodução[/caption]

É disso que precisamos! Jornalistas e pessoas da imprensa mais politizados. Não sabe o que aconteceu? Vamos explicar: Na noite do dia 25/03, a repórter Gabriela Moreira, da ESPN, deu uma bronca ao vivo em um torcedor do Palmeiras que se referiu ao time do São Paulo como bichas. A conversa foi assim:



- Boa noite, meu nome é Felipe. A expectativa é a gente ganhar dos bichas hoje, 2 a 1 para o Palmeiras

A repórter, incomodada com o termo homofóbico, soltou a máxima:
- Rapaz, vou te falar uma coisa, não sei se vai ganhar Mas com esse bicha? Não à homofobia, né? Você tem quantos anos, 25? Por favor, vamos tentar modernizar um pouquinho este pensamento!

A notícia se espalhou rapidamente pela Internet. Ninguém esperava esta atitude da jornalista. Nós? Adoramos. Não a homofobia sempre! Parabéns à Gabriela Moreira! Precisamos de mais jornalistas conscientes como ela no mundo.


Assista ao trecho:




Caso queira ver o vídeo na integra, visite o site da ESPN, (à partir do minuto 1:26: clique aqui). No final, o apresentador cita, novamente, a bronca dada pela repórter.


Em seu Twitter, Gabriela Moreira ainda explica (no dia seguinte) sobre o ocorrido:


torcedor-homofobico


Gabriela Moreira é, sem dúvidas, uma jornalista exemplar!





Gostou?

Então curta nossa página no Facebook, siga-nos no Twitter e, principalmente, receba notícias por e-mail.


 

sábado, 28 de março de 2015

Livros sobre a homossexualidade que você precisa ler

livros-sobre-homossexualidade
Precisa fazer algum trabalho da escola? Faculdade? Pós-graduação? Não tem referências bibliográficas importantes sobre a homossexualidade? Não se preocupe! Selecionamos 7 livros sobre a homossexualidade que você precisa ler. Não só para realizar trabalhos acadêmicos, mas também para desvendar este tema ainda polêmico, afinal, muita gente tem curiosidade ou estuda apenas para saber como tratar homossexuais (clientes, pacientes, amigos, etc). Boa leitura!


livro-homossexualidade-devassosDEVASSOS NO PARAÍSO
Autor João Silvério Trevisan.
Editora Record.

João Silvério Trevisan fez um trabalho de pesquisa que levou anos. Ele resgatou todo o histórico da homossexualidade no Brasil desde o período colonial. Para isso, ele visitou delegacias e documentos antigos para resgatar a história perdida do "amor que não ousa dizer seu nome", principalmente os registrados da Santa Inquisição. É um dos poucos livros que resgata com muita precisão a história da homossexualidade no Brasil.


livro-homossexualidade-spencerHOMOSSEXUALIDADE, Uma história
Autor Colin Spencer.
Editora Record.

Se você procura um livro sobre a história da homossexualidade no mundo, e desde o início da humanidade, precisa ler este livro. Nele, Spencer traça um panorama histórico sobre a homossexualidade e ensina que para estudar a homossexualidade na antiguidade você tem que entender como a sociedade funcionava naquela época. Sim, porque nem a palavra homossexualidade existia. Mas a prática sim. E era toda ritualizada. Assim como no livro Devassos no Paraíso, Spencer também cita várias entidades religiosas que curavam a homossexualidade mas que, depois de alguns anos, foram até a mídia dizer que nada daquilo que faziam era verdade.


livro-homossexualidade-oarmarioO ARMÁRIO
Autor Fabrício Viana.
Editora Orgástica.

Foi escrito pelo bacharel em psicologia Fabrício Viana e se divide em duas partes. A primeira é autobiográfica, onde o autor narra como foi seu processo de entrada e saída do armário. Por ele ser formado em psicologia, acaba dando algumas dicas importantíssimas sobre algumas questões que envolvem os relacionamentos humanos. A segunda parte é a que mais gostamos, Viana dá um resumo interessante sobre a história da homossexualidade, dinâmicas psíquicas do machismo, religião, ciência e homofobia internalizada. É um livro introdutório e que, segundo seu autor, já vendeu mais de 4 mil exemplares.


livro-homossexualidade-luizmottHOMOSSEXUALIDADE - Mitos e verdade
Autor Luiz Mott.
Editora G.G. da Bahia.

Luiz Mott é um dos pioneiros na militância e luta pelos direitos homossexuais no Brasil. Neste livro, Mott narra seus estudos e impressões sobre a homossexualidade, militância e diversos assuntos que contribuem para um estudo mais amplo de todas as questões referentes a homo, citando os mitos e as verdades que envolvem o polêmico tema.


livro-homossexualidade-embuscademimmesmo-sergioviulaEM BUSCA DE MIM MESMO
Sérgio Viula.
Editora Livre Expressão.

Tanto no livro Homossexualidade, de Colin Spencer, quanto no livro Devassos no Paraíso, de João Silvério Trevisan, existem relatos de diversas instituições religiosas que promoviam a "cura da homossexualidade" e, depois de muitos anos, percebiam que a cura não existia e os idealizadores deste grupos acabavam entrando para a militância homossexual. Este foi o caso, aqui no Brasil, do autor Sérgio Viula, muito bem narrados no livro Em Busca de Mim Mesmo. Um livro que tem agradado muitos quando o tema é religião e homossexualidade.


livro-homossexualidade-joaosilveriotrevisanSEIS BALAS NUM BURACO SÓ
Autor João Silvério Trevisan.
Editora Record.

Após escrever Devassos no Paraíso, Trevisan começou a estudar sobre o machismo e, ao invés de incluir um capítulo na nova edição do Devasos, resolveu criar um novo livro. Daí surgiu Seis Balas Num Buraco Só, que, na verdade, é um ensaio psicológico sobre o machismo e todas as suas consequências na sociedade não só para homossexuais mas para todos nós que estamos envolvidos nela. Um livro perfeito e que deveria, realmente, ser lido por muitas pessoas.


livro-homossexualidade-oqueéO QUE É A HOMOSSEXUALIDADE?
Autores Peter Fry e Edward MacRae.
Editora Brasiliense.

Faz parte da Coleção Primeiros Passos da Editora Brasiliense, onde pegam um assunto específico e narram sobre ele. Neste volume de número 81, Fry e MacRae começam a questionar o que é, de fato, a homossexualidade e um homossexual. Por exemplo, um homem que transa com outro homem em uma cidade do interior, na posição de ativo, torna-se homossexual por conta disso? Sendo que ele, por ter sido ativo na relação, não se considera? Estas e outras reflexões fazem parte deste pequeno - mas grandioso - livro.


ONDE COMPRAR?


Pois é, esta é uma questão difícil. Estes livros são bem escritos e possuem informações riquíssimas para quem deseja conhecer ou mesmo se aprofundar sobre o tema homossexualidade. Porém, nem todos os títulos acima são encontrados com facilidade. O livro O Armário e o livro Em Busca de Mim Mesmo, você pode comprar on-line no site da Editora Orgástica. Já os demais, você precisará fazer uma pesquisa no Google para consultar livrarias virtuais ou verificar em Sebos Online (livrarias antigas que revendem livros que já saíram de circulação).


Existem outros títulos? Sim, mas tome cuidado com todos. Alguns são escritos por religiosos homofóbicos com a intenção de desvirtuar conhecimentos científicos. Claro que não são todos. Alias, um erro grande do ser humano é colocar todo mundo "dentro de um mesmo saco". Não é. Nem todo religioso é homofóbico. Ainda bem! Tem muita gente boa neste mundo. Mas, quando se trata de literatura e material fidedigno sobre a homossexualidade, que seja pró-LGBT, sério e respeitoso, é bom seguir a indicação dos títulos acima.


Boa leitura e bons estudos.





Gostou?

Então curta nossa página no Facebook, siga-nos no Twitter e, principalmente, receba notícias por e-mail.


 

Jogadores posam para calendário homoerótico

[caption id="attachment_168" align="aligncenter" width="500"]calendario-homoerotico Foto Divulgação - Calendário Homoerótico[/caption]

Pois é, jogadores de rugby do King´s College, em Londres, tiraram as roupas para a criação do calendário anual. A verba arrecadada pela venda dos calendários será revertida para a instituição de caridade Broken Rainbow, ONG LGBT que cuida de homossexuais que sofreram preconceito no Reino Unido (lá a homofobia é crime!).




[caption id="attachment_169" align="aligncenter" width="500"]calendario homoerotico Foto Divulgação - Calendário Homoerótico[/caption]

Lembrando que o rugby é um esporte nacional tão amado quanto o futebol aqui no Brasil. A ação foi realizada pelo jornal Roar News em associação com o time. As fotos foram tiradas na biblioteca gótica do século XIX e na sala do conselho. Por aproximadamente 38 reais (exatos 8 libras) o calendário pode ser comprado no site do jornal.




[caption id="attachment_170" align="aligncenter" width="500"]calendario homoerotico Foto Divulgação - Calendário Homoerótico[/caption]

O que acharam? Nós? Desejamos que a ideia seja copiada e difundida. Soubemos, inclusive, que existe um projeto na Editora Orgástica (Editora LGBT) para um calendário semelhante. Será? Só nos resta esperar. Afinal, não precisamos de preconceito e intolerância. Concordam?





Gostou?

Então curta nossa página no Facebook, siga-nos no Twitter e, principalmente, receba notícias por e-mail.


 

Novo programa gay no Youtube: O Chá dos 5.

[caption id="attachment_86" align="aligncenter" width="447"]chadoscinco Foto Reprodução[/caption]

Nestes últimos anos a criação de canais no Youtube que abordam a homossexualidade na Internet brasileira explodiu. Porém, alguns deles tem boa personalidade e desenvoltura, com é o caso do recente CháDos5, apresentado por Marcell Filgueiras, Renato Plotegher Junior, Rafael Sanches Lopes e Tiago Castro Marinho.


A ideia do programa pró-LGBT é discutir temas comuns à comunidade de forma séria mas, ao mesmo tempo, do jeito mais descontraído possível.  Os temas já discutidos foram família homoafetiva, rótulos, corpo, beleza, fetiche e outros (e aí que entra o diferencial do programa até agora, pois não são temas fúteis).




[caption id="attachment_93" align="alignleft" width="121"]Marcell Figueiras Marcell Figueiras[/caption]

Segundo Marcell Figueiras, jornalista, publicitário e um dos integrantes, em um vídeo que gravou exclusivamente para se apresentar, ele brinca dizendo que "Sexo é uma coisa que você faz com os outros e as vezes a vida faz com você". Dando a ideia de que, embora os temas sérios, a conversa realmente deve ser a mais descontraída possível.


Para assinar o canal e conferir vídeos antigos e os novos (toda quinta entra um novo), acesse: CháDos5

Lembrando que, a cada programa, um convidado é chamado para tratar de um assunto específico. O difícil é essa galera toda deixar o convidado falar. Mesmo assim, é um programa que tem muito futuro se continuar com essa mesma linha editorial (muitos outros ficam presos na futilidade e polêmica). A vida tem muito disso. Mas não só isso (futilidade e polêmica). Parabéns a todos os meninos.


Vida longa ao #CháDos5.





Gostou?

Então curta nossa página no Facebook, siga-nos no Twitter e, principalmente, receba notícias por e-mail.


 

Orações para Bobby. Melhor filme sobre a Homossexualidade?

[caption id="attachment_75" align="aligncenter" width="447"]filme-sobre-homossexualidade Foto Reprodução[/caption]

É comum perguntarem qual o melhor filme sobre a homossexualidade. Ou o melhor livro, ou o melhor estudo, ou o melhor "qualquer coisa". Na verdade, existem "muitos melhores" por aí. E para que você não se perca no meio de tantas informações desencontradas, iremos ajudar com várias postagens por aqui.


Se você estiver procurando o melhor filme sobre a homossexualidade, ou, na nossa opinião, um dos melhores, você deve começar assistindo o filme Orações para Bobby. Trata-se de um filme baseado em fatos reais produzido nos EUA em 2009 que vai mexer com suas emoções.


É aquele filme ideal para assistir com a família, amigos ou levar até a escola ou faculdade para iniciar um debate saudável sobre as diferenças humanas e orientação sexual. Não iremos comentar muito sobre a história, mas gira em torno de uma mãe que não aceita seu filho. Em uma das cenas mais emocionantes, essa mãe vai até uma emissora e, ao vivo, fala as seguintes palavras (assista ao trecho abaixo):



Por questões de direitos autorais, nós não iremos disponibilizar links para que você baixe o filme gratuitamente. Nossa recomendação? Faça uma busca no Google e veja como adquirir uma cópia legal desta produção. Existem outros filmes? Sim, existem. Existem livros sobre a homossexualidade realmente bons? Existem. Mas como dissemos acima, iremos informar aos poucos em nosso projeto.


Orações para Bobby. Guarde bem esse nome. Se já assistiu, deixei comentários abaixo. É um filme realmente fabuloso!


Esperamos que você goste desta indicação. Recomende esta página, compartilhe aos amigos e espalhe o máximo que puder a indicação deste filme. Uma coisa que todos nos acreditamos é que, para acabar com o preconceito, só mesmo a informação e educação. E estamos fazendo um pouco disso aqui.


Ajude-nos e faça também, compartilhando o link aos amigos, grupos, twitter e em diversos outros lugares.


Tudo por um mundo melhor.





Gostou?

Então curta nossa página no Facebook, siga-nos no Twitter e, principalmente, receba notícias por e-mail.


 

Pastor diz que todos os homens que se masturbam são gays!

[caption id="attachment_163" align="aligncenter" width="446"]pastor-diz-que-homens-sao-homossexuais Foto Reprodução Twitter[/caption]

Deu no Jornal O Dia. O pastor norte-americano Mark A. Driscoll, líder da igreja Mars Hill Church em Seattle e autor do livro "Porn-Again Christian", causa polêmica ao associar a masturbação masculina à homossexualidade. Segundo seus argumentos "teológicos e práticos", caso o ato seja praticado sem a presença de sua esposa, o homem revela-se gay por manter contato com o próprio corpo masculino.


No quinto capítulo do seu livro, Driscoll chega a dizer que o homem revela-se homossexual quando se masturba olhando para um espelho, pois ele se excita vendo o próprio corpo. O ato, segundo ele, é digno de condenação e só deixa de ser quando é feito na presença de sua esposa. Ele diz ainda que, em viagens, longe de sua mulher, o homem deve masturbar-se olhando a foto dela.


Resumindo, segundo essa nova "teoria sobre a homossexualidade", tudo leva a crer que 99% dos homens no mundo sejam homossexuais.


Para quem quiser informações reais sobre a origem da homossexualidade, sugerimos a leitura do livro O Armário. Ou, se precisarem de mais bibliografias a respeito, nós temos um post aqui no projeto com o título Livros sobre a homossexualidade que você precisa ler. Dê uma olhada. A informação ainda é o melhor remédio para a cura de tanta ignorância. Vocês concordam?


* Fonte O Dia.





Gostou?

Então curta nossa página no Facebook, siga-nos no Twitter e, principalmente, receba notícias por e-mail.


 

Centro de Cidadania LGBT em São Paulo

centrodecidadania-lgbt-saopauloFoi inaugurado em 27 de Março de 2015, o Centro de Cidadania LGBT em São Paulo: uma iniciativa da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania em parceria com a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República.



Com equipe de psicólogos, advogados, assistentes sociais e agentes de direitos humanos, espaço atuará no enfrentamento à homofobia e na promoção da cidadania LGBT.


Curta nosso projeto!


Curta nossa página no Facebook, siga-nos no Twitter e, principalmente, receba notícias por e-mail.

sexta-feira, 27 de março de 2015

Comunidade LGBT. Nosso primeiro post.

comunidadelgbtObrigado à todos que curtiram nossa FanPage e seguiram no Twitter. O site entrou no ar ontem e ainda estamos configurando pequenos detalhes. Em breve iniciaremos nossas postagens e todos vocês verão, com o tempo, que nossas intenções serão as melhores possíveis. Quem quiser saber sobre quem somos, basta visitar a página Quem Somos que, neste momento, foi a primeira que confeccionamos. O texto de apresentação é simples. Esperamos que ele seja compreendido por muitos e muitas que chegarão até aqui. Também queremos fechar parcerias com outros portais, blogs e sites pró-LGBTs: troca de links, por exemplo, serão muito bem vindos, basta enviar mensagem/proposta simples pela nossa FanPage. Artigos e textos pró-LGBT também serão muito bem vindos, manteremos todos os créditos. Basta nos enviar.





Gostou?

Então curta nossa página no Facebook, siga-nos no Twitter e, principalmente, receba notícias por e-mail.