domingo, 27 de fevereiro de 2011

Livros sobre Homossexuais. Curtiu isso?



Hoje de manhã (exatamente as 4:45, quando acordei para trabalhar), fui atualizar rapidamente meu perfil do Facebook e vi que entre os livros que eu gostava não tinha a foto do "O Armário" (meu livro). Comecei a fuçar e descobri que eu tinha que criar uma "página" e convidar amigos para "curtir". Não sei qual a utilidade disso mas, depois que vi o filme "A rede social" sobre a história do Facebook fiquei literalmente apaixonado por esta rede social. Parece que ela une twitter, blog, comentários de amigos, fotos, eventos, tudo em um lugar só. Tanto que - aparentemente - todos os outros ficaram em segundo plano na minha vida. Enfim, vai entender.

Quem puder entrar la e dar uma força, o link da página pra "curtir" é:
http://www.facebook.com/pages/O-Arm%C3%A1rio/113806998697263

De resto é isso. Hoje volto a trabalhar, a ir para academia e pegar firme na pós-graduação (já cheia de trabalhos para entregar). Vou passar, no mínimo, umas 19 horas fora de casa. Correria total e, de certo modo, longe da Internet e dos meus super amigos. Mas.. tudo tem um preço...

Boa semana a todos! :-)

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Se joga! Carnaval Gay em Sampa!



 

Como cito no O Armário o carnaval nada mais é que a "festa da carne", um momento da sociedade encher a cara, se libertar da castração e usar e abusar do PRAZER (com consciência e responsabilidade, claro!). Em São Paulo, voltado pro público gay, tem a tradicional festa da Banda do Fuxico (idealizado pelo amigo Roberto Mafra). Um trio elétrico percorre as ruas da cidade e todos dançam e se divertem com muita alegria e descontração. Se você nunca foi, vale a visita e a curiosidade. Tem policiamento e, pelo que entendi no convite acima (que acabei de receber por e-mail), teremos o lançamento da campanha "Sampa Na Luta Contra a Homofobia". Então gatinhos e gatinhas, héteros, bissexuais, homossexuais, assexuados, etc. Todos estão convidados. Chamem seus amigos. Largo do Arouche fica próximo da estação República do Metrô. Vejo vocês por lá. :-)

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Bissexualidade e as variações sexuais....



Não sei quantas vezes falei sobre isso publicamente mas aqui estou eu de novo. É uma dúvida recorrente. Sempre chegam e-mails com as mesmas dúvidas então, vamos lá: Gays podem ficar com mulheres? Claro que podem! Assim como heterossexuais podem, também, ficar com pessoas do mesmo sexo. Precisamos entender que a sexualidade humana não é uma caixa fechada e rígida. E que segundo vários estudos, incluindo a Escala Kinsey (figura acima), produzida por Alfred Kinsey (quem puder assista o filme sobre sua vida chamado Falando sobre Sexo) fala justamente disso. Segundo ela, apenas alguns indivíduos são EXCLUSIVAMENTE heterossexuais ou homossexuais (e permanecem assim por toda uma vida). E que entre uma polaridade e outra existem as variações. Tem homossexuais que já transaram em algum momento de sua vida com pessoas do sexo oposto. Assim como heterossexuais que transaram em algum momento de sua vida com o mesmo sexo. Tem outros que o fazem com mais frequência. A teoria é longa e interessantíssima. Ainda mais se contarmos com a identidade sexual, que é como você se apresenta publicamente (e que não necessariamente diz - realmente - quais são suas preferências sexuais). Por isso tem muito bissexual, por exemplo, com identidade sexual de heterossexual, mas que transa com os dois sexos. Assim como eu conheço gays que tem identidade sexual de gay mas também transa com os dois sexos.

Pode ser muita informação para algumas pessoas em tão poucas linhas. Mas, só para terem ideia de que tudo na sexualidade humana é possível. E não é porque você é gay que você não poderá transar com sua amiga mulher. E não é porque você é heterossexual que você não poderá transar com seu amigo ou amiga do mesmo sexo. Se acontecer, porque não? Sexo é bom e como já vem dizendo Wilhelm Reich desde a década de 50 (quem puder leia seu livro A função do Orgasmo) sexo é saudável. Segundo ele, um bom orgasmo, intenso e significativo, promove um relaxamento corporal de vários dias, promovendo a saúde psíquica e mental dos envolvidos. Sejam eles homens ou mulheres. Seja com heteros, homossexuais ou bissexuais.

Então parem de ser "tão encanados" e comecem a curtir mais a vida. Sem medo, sem culpas mas com responsabilidade (camisinha sempre). O resto... é resto... ;-)