sábado, 27 de novembro de 2010

Claudia Wonder in memorian...



Com muita tristeza eu, e todos que a conheciam, recebeu a noticia triste de seu falecimento. Claudia Wonder, ícone da militância lgbt e do meio artístico, faleceu ontem com 55 anos de idade. Seus trabalhos e sua história é algo que realmente deixará saudade. Eu, francamente, nunca havia ido a um velório e, conforme me aproximava dela, sentia algo estranho. Como pode alguém tão cheio de vida, tão iluminada, ali, na sua frente, fria, imóvel... sem vida. Muito triste. Muito triste mesmo. Espero que sua memória fique viva para sempre em nossos corações. Coloquei alguns de nossos momentos (não tive tempo para procurar mais fotos) abaixo em forma de homenagem por seu rico trabalho... 



Direitos de Resposta: Chamei a Claudia Wonder e a Maitê Schneider para gravar um programa na RedeTV... as duas falaram muito bem...



Participação da Claudia Wonder no documentário premiado que produzi sobre os 10 anos da Parada Gay em São Paulo... para baixar o DVD completo gratuitamente, entre aqui: fabricioviana.com/nossoorgulho





Frase da Claudia Wonder no meu livro www.OARMARIO.com (desde a 2ª edição)... foi uma das frases escolhidas do meu site (tem outras aqui oarmario.com/fabricioviana.php ...

Wonder, descanse em paz...

:-(

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Homofobia na Avenida Paulista em São Paulo



Jonathan lauton Domingues, 19 anos e mais quatro menores entre 16 e 17 anos foram presos na Av. Paulista em São Paulo após atacarem e roubarem gays nas proximidades. Depois de presos todos foram soltos e respondem em liberdade. Segundo um dos advogados de defesa, um dos agressores foi simplesmente "paquerado" e isso resultou em toda a briga (desde quando uma paquera resulta em agressão e roubo?). Segundo a mãe de outro agressor, seu filho não faria isso pois ela mesma tem vários amigos homossexuais. Depoimento de uma mãe desesperada e que provavelmente não conhece tão bem seu filho. Afinal, como uma das testemunhas deixou bem claro, o rapaz gay estava andando na rua sem fazer nada para ninguém e foi abordado e agredido de surpresa, gratuitamente. Se isso não for homofobia, tentando destruir no outro aquilo que mais incomoda dentro de si, eu realmente não sei o que é psicologia e faço questão de rasgar meu diploma.


O que chama a atenção nisso é a intolerância, a impunidade e, principalmente, em saber que casos como este em São Paulo e em outros lugares acontecem com muito mais frequência do que imaginamos. Como eu vivo repetindo para jornalistas que me procuram, as pessoas acreditam que o mundo melhorou, que os gays estão mais livres para andarem nas ruas expressando sua sexualidade e por ai vai indo mas, no fundo, tudo continua a mesma coisa. Falamos mais sobre a homossexualidade, aparecemos mais, mas a mente das pessoas ainda são antigas e povoadas de machismo e preconceito (exemplo recente é o do reitor do Mackenzie publicar nota no site da instituição de ensino enfatizando ser contra a aprovação de lei que criminaliza a homofobia, até a OAB disse que a atitude é digna da Idade Média).


Enfim, vamos todos acompanhar este caso de perto e torcer para que a justiça seja feita.


quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Nostro Mondo reformada!



Todos os baladeiros que frequentam a noite gay com certeza já ouviram falar na boate Nostro Mondo. Considerada um verdadeiro ícone da noite paulistana, ela é rica em histórias e protagonizou alguns dos maiores eventos gays do país. Há 39 anos, o 'Castelinho da Consolação', como também é chamado, atrai um público diversificado para dançar em sua pista.

Antes de iniciar sua trajetória na noite, o local era um clube hétero, sem pretensão de ser um marco notívago. No entanto, quando a Condessa Monica (Clóvis) comprou o local na década de 1970, ela o transformou em um point glamoroso e elegante. Com ares teatrais e shows bem produzidos, o palco da boate foi o berço de verdadeiros ícones do transformismo.

A ex-Big Brother Dimmy Kieer deu seus primeiros passos com salto alto naquele lugar. Miss Biá, uma artista nata, trabalhou durante doze anos na casa, conquistando seu estrelato com shows memoráveis. "Era uma superprodução, cheguei a entrevistar Miguel Falabella, Wanderléia, Lucinha Lins, Paulo Autran, Claudia Raia, Raul Cortez e até mesmo Bibi Ferreira", conta a drag. "Era um lugar para ver e ser visto, fino, elegante e receptivo", reafirma Biá, ao falar com saudosismo sobre o tempo em que trabalhou na Nostro Mondo.

E é pensando no saudosismo de Miss Biá que DJ Gê Rodrigues e Igor Calmona, donos do DJ Club, Mini Club, lojas DJ Club de som e iluminação entre outros empreendimentos, estão no comando da Nostro Mondo e pretendem modernizar, mas também reavivar, a tradição de bons espetáculos e shows bem produzidos.

As mudanças estruturais são perceptíveis logo na entrada do clube: a fachada foi restaurada e a entrada voltou a ter os traços elegantes de outrora. Mas as modificações não param por aí. O sistema de iluminação foi alterado, assim como o palco e o equipamento de som, considerado um dos mais modernos entre as casas noturnas de São Paulo. Agora, além da pista principal com o palco, há também uma segunda opção para dançar: uma nova pista no térreo, intimista, em que os DJs tocarão flashbacks, house e muito mais.

Os clássicos shows aos sábados e domingos serão mantidos, aos sábados Frank Ross e aos domingos com Silvetty Montilla. Gê Rodrigues e Igor Calmona convidaram importantes personagens da noite para compor o line-up da nova era da casa. Entre eles, estão Renato Lopes, Oscar Bueno, Jean Tavares, Luca Lauri, Andrea Gram, Xavier, Ulisses Cavassana, Jac Junior, Marcelo Saturnino, Cris Vilela, Zuba entre outros. A Nostro também terá para essa nova programação de inicio três afters, 'o After da Nostro' e o estreante 'After XAROPE’, do renomado DJ Luiz Pareto e SUB After.

E durante a semana, a Nostro abrirá Espaço Cultural Nostro Mondo para exibições de peças teatrais (coordenado por Duilio Ferronato) e projeções cinematográficas (com programação de cinema, que será coordenada pelo crítico Christian Petermann), projeto de moda (coordenado por Marcelo Hirata) e bandas novas. Ou seja, o Castelinho da Condessa retornou mais imponente e completo do que nunca.

Dia 04 de novembro a partir das 23 horas, na festa de OPENING, estarão nas pick-ups os DJs convidados Ulisses Cavassana, Sérjô , Jac Junior , Oscar Bueno e Haroldo Pereira Jr e no palco Silvetty Montilla.

Comemorando Birthday Scorpions: Daniel Almeida, Ulisses Cavassana e Oscar Bueno.

Serviços:

Onde: Boate Nostro Mondo
O que: Festa Opening - dia 04 de novembro a partir das 23 horas.
Funcionamento: de quinta a domingo
Horários: de quinta a sábado das 23 horas até ultimo cliente.
Matine aos domingos: das 18 a  0hora
Quintas e sextas - Preços: R$ 15 de entrada ou R$30 de consumo com flyer –
R$20 entrada ou R$30 consumo sem o flyer
Sábado e Domingos - Preços: R$ 15 entrada ou R$30 de consumo
Afters - Preços: R$ 15 de entrada ou R$30 de consumo com flyer –
R$20 entrada ou R$30 consumo sem o flyer
Local : Rua da Consolação, 2.554
Jardim Paulista - São Paulo - SP
Infone: (11) 3338-0179
www.nostromondo.com.br